Celitablog.it - O blog de moda e arredores
celita

celita

Sexta, 07 Julho 2017 06:39

Biquini

Adriana Lima in bikini O Biquíni moderno nasceu em 1946, ou seja, já completou mais de 70 anos mas, podemos dizer, que se mantém jovem e em forma. O criador do biquíni, o costureiro francês Louis Réard, criou esta peça que expunha a barriga das mulheres na mesma época em que os americanos faziam, regularmente,  testes nucleares no atol de Bikini no Oceano Pacífico precisamente na Ilha Marshall. Como, na época, esta peça do vestuário chocou a sociedade provocando um efeito bomba, ela foi batizada de Biquíni.  Mas, suas origens são antigas , da época Greco e Romana, como se pode constatar registros nos afrescos e mosaicos que já foram encontrados. A moda e a história sempre caminham juntas. O biquini foi proibido por muitos anos porque, a maior parte das culturas do mundo, o viam de forma ultrajante. Como todas as criações de moda, o Cinema foi de fundamental importância para que ele deixasse de ser escandaloso. A atriz pioneira que usou esse traje de banho em Hollywood foi a Jayne Mansfield nos anos 50. Atualmente, o Brasil é referência e líder mundial na indústria de trajes de banho, em especial em biquínis, porque fabrica e vende infinidade de modelos com tecidos especialmente desenvolvidos para este fim e com excelente qualidade. Mas, como em um retorno as origens do seu criador, o biquíni foi popularizado no Brasil, pela a atriz francesa Brigitte Bardot , em Búzios – RJ,  nos anos 60.
Bigitte Bardot in bikini su materassino
Bigitte Bardot in bikini.
Uma das primeira marcas brasileiras a ter sucesso foi a Blue Man nos anos 70 que lançou o biquíni de jeans. Tendo esse tecido pouca maleabilidade, e portanto difícil de se adaptar as curvas do corpo por não ser elástico, tiveram a genial  ideia de cortá-lo e amarrá-lo, criando uma modelagem totalmente diferente para época, que é o modelo de lacinhos sucesso até hoje nas praias. Nos anos 80 os modelos mais populares eram os famosos Fio Dental e  Asa Delta.
Fio Dental model
Fio Dental model
CLAUDIA SCHIFFER in ASA DELTA model
CLAUDIA SCHIFFER in ASA DELTA model
Nos anos 90 tornou-se moda cobrir com modelos mais amplos com intento de proteger o corpo dos raios solares. Gostaria de mencionar um famoso estilista brasileiro Almir Slama , quem não se lembra da marca Rosa Chá ? Ele colaborou, também, com um brand italiano chamado Yamamay.
NAOMI CAMPBELL in ROSA CHA
NAOMI CAMPBELL in ROSA CHA
O nosso estilo de biquíni é exportado no mundo inteiro e seus tecidos estão sempre em evolução. Atualmente é uma indústria promissora, pequenas empresas que começaram a produzir simples modelos, cresceram e se transformaram em indústrias que fazem inteiras coleções da moda praia, combinando com toalhas de banho, blusas, saias, calças, vestidos e ate chapéus e chinelos. Por outro lado, marcas famosas, até alta costura, no seu prêt à porter, acabam lançando suas versões moda praia. As minhas marcas brasileiras preferidas hoje são Salinas e Água de Coco.
SALINAS beach fashion
SALINAS beach fashion
AGUA DE COCO beach fashion
AGUA DE COCO beach fashion
Quarta, 14 Junho 2017 06:55

Givenchy by Riccardo Tisci

Riccardo Tisci for Givenchy Givenchy é uma marca francesa fundada em Paris em 1952 por Hubert Givenchy e, desde então, sempre lidou com roupas, acessórios, perfumes e cosméticos . Essa notável casa de moda é conhecida mundialmente por suas características definidas por essencial e simples mas, sem dúvida, extremamente elegante ao mesmo tempo. A sua fama teve o grande boom quando a atriz Audrey Hepburn vestiu a suas criações no filme Bonequinha de Luxo. Ainda hoje, vendo as imagens do filme, os modelos que ela usava continuam atuais e lindos.
Breakfast at Tiffany’s, Audrey Hepburn in Givenchy
Breakfast at Tiffany’s, Audrey Hepburn in Givenchy
Quando Hubert Givenchy se retirou em 1988, passaram pela maison estilistas de fama internacional como John Galliano e Alexander McQueen, entre outros. Depois de toda a fama e o sucesso mundial, essa casa de moda passou por um momento de esquecimento, que quase a levou a falência. Em 2005, nasce a colaboração com estilista italiano Riccardo Tisci que deu uma nova vida a essa marca quando voltou a ser glamurosa como nos velhos tempos.
Givenchy by Riccardo Tisci Belle de Jour Collection- Winter 2015
Givenchy by Riccardo Tisci Belle de Jour Collection- Winter 2015
O Tisci nasceu no sul da Itália em uma família humilde de nove filhos. Quando a mãe ficou viúva todos eles se mudaram para a Lombardia, que fica no norte, e desde pequeno ele teve que trabalhar para contribuir com o orçamento familiar. Ainda adolescente, se mudou para Londres para estudar na Central Saints Martin College uma das melhores escolas de moda e arte no mundo. No começo, os críticos da moda não acreditavam no seu talento porque, o estilo de Tisci era dark mas, ele venceu a todos porque ,acreditou no seu trabalho e seguiu seu sonho até quando começou a ser admirado e reconhecido. Tendo oito irmãs, o universo feminino lhe era muito conhecido para ele foi muito simples conquistar este universo e entender o que encantaria as mulheres. Trabalhando com a marca Givenchy vestiu Pop Stars da música como Madonna, Rihanna ou Beyonce, entre outras. Sendo uma pessoa sem preconceitos, levou para as passarelas e para as campanhas fotográficas, nada menos que a transexual Lea T., famosa também por ser a filha do jogador de futebol Toninho Cerezo.
Lea T in Givenchy by Riccardo Tisci
Lea T in Givenchy by Riccardo Tisci
Uma da suas amigas mais importantes é a Donatella Versace, a quem convidou para emprestar o seu rosto em uma campanha Givenchy . Eu já havia falado de Riccardo Tisci recentemente no artigo sobre o Festival de Sanremo, quando chamaram a minha atenção os vestidos usados pela apresentadora Maria De Filippi . Acredito que essas criações faziam parte da sua última coleção desenhada para Givenchy, já que, depois 12 anos de trabalho, colaboração entre ele e a maison parisiense teve seu fim. Contudo a grife Gyvenchy nunca se esquecera que foi Tisci, que com o seu trabalho devolveu o glamour a grife que tinha se perdido e estava estagnada. Com conjunto de sua positividade e suas crenças, ele consegue transmitir nas suas criações dando vida a um estilo chamado streetwear que atualmente esta presente nas coleções da Nike. Esse revolucionário, sonhador, transgressivo esta entre as 100 pessoas mais influentes no mundo!
Nike Sneakers by Riccardo Tisci
Nike Sneakers by Riccardo Tisci
Nike by Riccardo Tisci Trend and the City Collection-2017
Nike by Riccardo Tisci Trend and the City Collection-2017
Sábado, 13 Maio 2017 17:19

A MODA COUNTRY

country image Acabei  de voltar de uma viagem ao Texas e Novo México,  por esse motivo a idéia de falar da moda chamada Country . A palavra Country significa  país, campo ;  O estilo  Country, bem como a sua música é uma mistura de raças e  culturas  como inglês, escocês, irlandês, alemão , nativos ,afro e latino. Esse tipo de roupa nasceu para satisfazer a necessidade de trabalhar no campo que precisa ser confortável , prática e resistente .No nosso imaginário quando pensamos na moda  Country , nos vem em mente a imagem do típico cowboy americano que vimos no cinema. Aliás, foi graças a ele que esse estilo se glorificou e  acabou, passando do campo para os centros urbano. Podemos dizer que a moda casual que praticamente usamos todos os dias , se inspirou a esse estilo . A moda Country não é isso que vemos , mas um estilo de vida de duro trabalho e dedicação . Esse modo campeiro de viver não existe só nos Estados Unidos mas é muito forte em outros lugares como países da América Latina e mesmo na Itália , como por exemplo na região da Maremma na Toscana, sempre onde tem agricultura e criação de animais, respeitando claro, que cada pais tem estilo personalizado em função de cultura e clima. Eu, que cresci no interior do Rio Grande do Sul , quando eu cheguei ao Texas me senti em casa , fazendo aflorar a minha alma de camponesa que me acompanha sempre ... Como já mencionei  em um artigo anterior, os jeans estão entre os líderes que, com a ajuda dos filmes foram conhecidos em todo o mundo. Também  as camisas , gravatas e botas  são mestres, mas os verdadeiros protagonistas som os chapéus . Não se pode ser um cowboy autentico sem  um chapéu texano !!!
STETSON Cowboy  Hat
STETSON Cowboy  Hat
STETSON Women  Hat
STETSON Women  Hat
No Oeste Americano é possível encontrar acessórios  em qualquer lugar, das lojas populares as postos de gasolina , sem falar das boutique de luxos que vendem roupas de alta qualidade  bordadas com aplicações feitas a mão. Eu entrava ,observava e admirava a beleza dos detalhes , me sentia frustrada por não comprar , mas logo essa sensação passava porque no meu intimo eu pensava: Quantas vezes eu vou usar isso na minha vida cotidiana ? Agora que sou uma pessoa mais consciente , não compro somente para satisfazer meu desejo de compras, mas compro com inteligência.
ALLENS BOOTS Men
ALLENS BOOTS Men
ALLENS BOOTS Women
ALLENS BOOTS Women
Terça, 11 Abril 2017 06:08

MODA, ECONOMIA, ECOLOGIA

MODA ECOLOGICA O ser humano nasce nu mas, logo, já é enrolado em alguma pele ou pano. Isto porque o  vestuário, não serve somente para nos enfeitar, se fosse assim, não precisaríamos de tantas roupas. As roupas, desde a  pré-história já tinham alguma função, serviam para nos proteger do frio, da chuva, do vento e dos raios solares.Muito mais tarde, o uso das roupas começam a distinguir as classes sociais, políticas e econômicas. E, sem dúvida a moda , desde sempre, acompanhou a arte, momentos históricos, como guerras por exemplo além, de outras  datas que marcaram a história da humanidade. No século XIX nasce a alta moda denominada “Haute Couture”. Feitos a mão e sob medida, os modelos são desenhados por costureiros  como expressão de arte, dando grande atenção aos tecidos e aos detalhes. Hoje, essa “Haute Couture”, funciona mais para show em desfiles como forma de ditar novos estilos e tendências e, representa 6 % do volume de negócios. Nos anos 60 nasce na Europa a moda “Prêt à Porter”, idéia que veio dos Estados Unidos onde nasceu por volta dos anos 40. Prêt à Porter quer dizer vestuário pronto para vestir, desenhado por um estilista mas, produzido e distribuído em grande escala. Sempre foi minha opinião que quem realmente define os sucesso dos estilistas são as ruas, o povo e a mídia.  Por esse motivo que o “Prêt à Porter” é mais popular que  “Haute Couture” que é só para clientes de elite. Atualmente, com o desenvolvimento da modelagem, padronização e da grande escala de produção, o mundo da moda é uma indústria que está espalhada pelo mundo todo e é economicamente muito importante.
Haute Couture ELIE SAAB Spring-Summer Collection 2017
Haute Couture ELIE SAAB Spring-Summer Collection 2017
Pret à Porter MAX MARA 2017 Spring-Summer Collection 2017
Pret à Porter MAX MARA Spring-Summer Collection 2017
Mas, na moda como quase tudo na vida, podemos ver dois lados da moeda: o lado positivo é glamoroso, bonito, enfeita, define e trás prazer para muitas pessoas e, nāo menos importante,  a sua indústria da moda move a economia mundial levando empregos e renda para muitas pessoas; o lado negativo é um impacto muito danoso ao meio ambiente e o uso de mão de obra escrava e infantil para diminuir custos de produção.
VIVIENNE WESTWOOD AFRICA ETHNICAL PROJECT
VIVIENNE WESTWOOD AFRICA ETHNICAL PROJECT
Pouco tempo atrás eu descobri algo que me deixou chocada , a indústria da moda é um dos setores que mais polui o nosso planeta. Com essa descoberta eu me senti como uma criança que lê contos de fadas e no final a heroína morre. Felizmente hoje o mundo da moda está começando a ser mais sensível ao problema ambiental , com isso as pessoas querem estar na moda sem culpas fazendo moda inteligente. Existem hoje muitos estilistas atentos a esse tema, eu posso citar duas heroínas que se debatem e produzem moda ecológica : Vivenne Westwood e Stella McCartney .
VIVIENNE WETSWOOD’s ecological collection
VIVIENNE WETSWOOD’s ecological collection
STELLA McCARTNEY’s ecological collection
STELLA McCARTNEY’s ecological collection
Sexta, 03 Fevereiro 2017 09:54

Acessórios

Celine saco

Eu acho que os acessórios fazem a diferença. As pessoas elegantes reconhecemos pelos acessórios que elas usam.

sandálias borboleta

 

Quarta, 01 Março 2017 09:54

Sobre mim

Viagens

Oi, me chamo Celita. Nasci e cresci no Brasil, onde morei em várias cidades mas, atualmente moro na Italia .Esse blog, pra mim, é um sonho, uma liberação, onde posso me comunicar com muitas pessoas em diferentes lugares e compartilhar experiências. Deixo a voçês a decisão se vamos nos conhecer melhor ou não.

 

A moda é democracia e liberdade de expressão: depende de cada um seguir o que é proposto no momento. Importante mesmo, fazer suas escolhas olhando no espelho e conseguindo entender aquilo que nos favorece e/ou aquilo que queremos transmitir para quem nos vê.

 

 

Quinta, 02 Março 2017 09:54

Biography 1

me com um chapéu no rio

Eu gostaria de falar algo mais sobre mim. Nasci em uma localidade chamada LINHA GARIBALDI municipio de NOVA BRESCIA,numa pequena propriedade rural no interior do Sul do Brasil. Meus pais eram ambos filhos de imigrantes italianos, aqueles que foram descobrir a América, como todos os que foram ali morar. Eu ainda lembro de todas as roupas que minha mãe mandava costurar para mim e para minhas irmãs, já que as mesmas roupas passavam de uma para outra …poderia descrevê-las com riqueza de detalhes mas, não quero serei cansativa ... Desde pequena, sempre fui muito inquieta, sentia a necessidade de melhorar tudo que estava ao meu redor.O interior não era o meu chão, aquela falta de novidades, a rotina exaustiva do trabalho no campo e com a criação de animais, me sufocavam.Hoje até me lembro com admiração, porque segue uma tendência mundial,vivíamos num sistema, quase 100% de economia de subsistência. Então, consegui sair dali e ir estudar em uma pequena cidade chamada ARROIO DE MEIO. Quando acabei o ensino fundamental, para conseguir me sustentar trabalhei em vários tipos de comércio, até que consegui me mudar para Sao Paulo, um sonho. Queria viver na maior metrópole da America Latina. Lá, depois que trabalhei em uma empresa de informática , finalmente encontrei meu caminho, consegui emprego em uma boutique de sapatos e roupas de luxo, e a moda nunca mais saiu da minha vida. Satisfeita com a minha experiência, mas, sempre, com a presença de minha índole cigana, voltei para o Sul, mas então, para Porto Alegre, a capital do meu estado. ……CONTINUAR ……

Sexta, 03 Março 2017 09:54

Biography 2

Celita in Bahia in Brasil

...Em Porto Alegre consegui logo um trabalho em uma boutique chamada VIVA VIDA, de uma rede de lojas de alto padrão onde trabalhei por quatro anos. Foi uma época que tenho recordações maravilhosas tanto de aprendizado, como pelas pessoas que conheci, colegas de trabalho ou clientes, amizades que conservo até hoje. Eram pessoas sensíveis , amantes da moda. Com algumas clientes, que eram normalmente de um nível cultural e social elevado, fui estabelecendo uma relação de confiança, ao ponto delas me chamarem para suas casas para conhecer seus closets e dar sugestões de compras. Bom, não demorou muito e resolvi trabalhar por conta própria. Comecei a fazer ¨personal shopper¨ quando ainda nem se falava disto. Pesquisando agora, sim porque na época a internet era bem limitada, descobri que isto existia em lojas de departamento nos EUA e no Brasil estava começando em SP. Estes tipo de profissão dentro da realidade da cidade era uma absoluta novidade. Então, eu buscava roupas em SP para vender, aconselhava clientes em compra nas lojas de Porto Alegre e organizava looks para elas vestirem desde ocasiões especiais até no próprio trabalho. Mas, estando sempre a procura de algo e, as histórias que desde pequena ouvia o meu avô contava de sua velha Itália…bom, resumindo, acho que sempre tive a curiosidade de visitar essa terra! Era juntar a fome com a vontade de comer: a Itália não representava a busca de minhas raízes mas, era também a pátria da moda. …CONTINUAR…

Página 2 de 3